Uma Jogada de Mestre

Água Santa abre boa vantagem no placar, quase se complica no final, mas avança de fase

17 SET 2017
17 de Setembro de 2017

A rodada final da Copa Paulista ocorreu na manhã deste domingo (17). No estádio Distrital do Inamar, em Diadema, Água Santa e Portuguesa se enfrentaram. Um jogo tranquilo para o Netuno até os 31 minutos do segundo tempo, quando vencia a Portuguesa por 3 a 0. A Lusa incendiou o jogo ao marcar dois gols no final da partida e quase empatou no último lance, o que deixaria o time diademense fora da próxima fase. Mas, no final, o Netuno segurou o placar e segue adiante na segunda fase da Copa Paulista.

Bola rolando

A partida teve início sob forte temperatura e os times não decepcionaram. Fizeram um jogo aberto prestigiados por mais de 4 mil torcedores.

Gooolll do Netuno

Mal iniciou a partida e Gabriel Duarte avança pela direita e chuta cruzado. Douglas faz linda defesa, mas espalma para o meio da área. Erik se estica todo e abre o placar para os donos da casa, aos 5 minutos. 1 a 0.

Água Santa fez excelente partida contra a Portuguesa (Foto: Alex Ricardo/Master Esporte)

A rodada final da Copa Paulista ocorreu na manhã deste domingo (17). No estádio Distrital do Inamar, em Diadema, Água Santa e Portuguesa se enfrentaram. Um jogo tranquilo para o Netuno até os 31 minutos do segundo tempo, quando vencia a Portuguesa por 3 a 0. A Lusa incendiou o jogo ao marcar dois gols no final da partida e quase empatou no último lance, o que deixaria o time diademense fora da próxima fase. Mas, no final, o Netuno segurou o placar e segue adiante na segunda fase da Copa Paulista.

Bola rolando

A partida teve início sob forte temperatura e os times não decepcionaram. Fizeram um jogo aberto prestigiados por mais de 4 mil torcedores.

Gooolll do Netuno

Mal iniciou a partida e Gabriel Duarte avança pela direita e chuta cruzado. Douglas faz linda defesa, mas espalma para o meio da área. Erik se estica todo e abre o placar para os donos da casa, aos 5 minutos. 1 a 0.

Júnior Lemos deu trabalho para os zagueiros do Água Santa (Foto: Alex Ricardo/Master Esporte)

A Portuguesa levou perigo ao gol de Erivelton quase no final do primeiro tempo, em chute cruzado do atacante Fernandinho.  O time diademense teve de queimar a primeira alteração aos 35, com a contusão do zagueiro Cícero, para a entrada de Marcelo.

O nome do jogo

O time do Canindé voltou para o segundo tempo pressionando e tentando fazer jogadas com profundidade. Júnior Lemos era o “motorzinho” do time, tentando jogadas pelas laterais, como na boa descida de Romário, pela direita, em que se livrou de dois marcadores e chutou cruzado, para linda defesa do goleiro diademense.

O camisa 7 do Netuno foi o principal destaque da partida (Foto: Alex Ricardo/Master Esporte)

Mas a manhã era mesmo de Gabriel Duarte. Aos 5, Bill escapa pela esquerda e deixa o camisa 7 cara a cara com o goleiro lusitano. Gabriel Duarte chuta rasteiro no canto direito. 3 a 0.

Sufoco até o final

A Portuguesa parecia não ter mais forças para reagir. Parecia...  Aos 31, Altemar que havia entrado na segunda etapa, recebe dentro da grande área e chuta no canto esquerdo de Erivelton. 3 a 1.

Foi o “combustível” que os lusitanos precisavam. Aos 39, Romário novamente dribla dois marcadores pela direita e chuta no canto oposto do goleiro. 3 a 2.

Franklin tentou algumas jogadas pela esquerda, mas sem sucesso (Foto: Alex Ricardo/Master Esporte)

O jogo ficou dramático para o Água Santa, pois um possível empate eliminaria quaisquer chances para avançar de fase, ainda mais que Santos e Nacional estavam ganhando seus jogos.

A Portuguesa quase empatou no último lance, aos 49. Altemar vai ao fundo pela esquerda e cruza, o zagueiro Rodolfo chuta fraco e Erivelton defende.

Diz aí...

O resultado foi justo pelo bom futebol praticado pelo Água Santa, principalmente na primeira etapa. Destaque para dois jogadores do Netuno: Bill, que se movimentou bastante e participou de dois gols, e Gabriel Duarte, que marcou dois gols e jogou um “bolão”. Aliás, o camisa 7 estava sendo observado por um assessor do representante do Olympique Lyon, da França. Pelos lados da Lusa, Júnior Lemos possui boa técnica e se esforçou bastante.

A Lusa incendiou o jogo ao fazer dois gols perto do final do jogo (Foto: Alex Ricardo/Master Esporte)

Destaque final – No Grupo 3, São Caetano, Portuguesa, Água Santa e Santos se classificam à segunda fase da competição. A segunda fase terá 12 equipes classificadas na primeira fase, divididas em três grupos de quatro times cada, que jogarão dentro dos respectivos grupos em turno e returno. Classificam-se para a terceira fase os dois Clubes com maior número de pontos ganhos em cada um dos grupos, além dos dois melhores terceiros colocados, independente do grupo a que pertençam.

Na fase seguinte, o Água Santa estará no Grupo 5, ao lado de Inter de Limeira, Ferroviária e Taboão da Serra. A Portuguesa irá figurar no Grupo 4, ao lado de XV de Piracicaba, São Paulo e Linense. 

Ficha técnica

Água Santa: Erivelton; Genilson, Luizão ©, Cícero (Marcelo) e Danilo Costa; Matteus, Gabriel Duarte, Erik e Luan Dias; Bill (Ygor Honorato) e Rafael Martins (Da Mata). Técnico: Jorginho

Portuguesa: Douglas; Paulo Fernando, Gabriel Santos, Rodolfo e Franklin (Altemar); Marcão, Luizinho (Bruno Duarte), Júnior Lemos e Romário; Fernandinho e Maicon (Jonatas Paulista). Técnico: PC Gusmão

Gols: Erik 5’1T e Gabriel Duarte 37’1T e 5’2T (Água Santa); Altemar 31’2T e Romário 39’2T (Portuguesa)

Público/Renda: 4.135 torcedores / R$ 27.155,00

Árbitro: Anderson Faustino Cordeiro

Assistentes: Claudenir Donizeti Gonçalves da Silva e Luís Alexandre Nilsen

Quarto árbitro: Max Venancio P. G. da Silva


p/ Manuel Leiria / Master Esporte
Voltar

 Uma Jogada de Mestre