Uma Jogada de Mestre

'Paredão' do São Caetano recebe a 'artilharia pesada da Ferroviária

05 NOV 2016
05 de Novembro de 2016

São Caetano e Ferroviária iniciam a disputa pela semifinal da Copa Paulista neste sábado (5), às 18h, no estádio Anacleto Campanella em São Caetano do Sul. O confronto, que terá transmissão da Master Esporte e entrada gratuita para mulheres no setor coberto do estádio, coloca frente a frente a melhor defesa, dos mandantes, contra o melhor ataque, dos visitantes. 

Invicto no Anacleto
O clube do ABC, dono da melhor defesa com apenas sete gols sofridos no torneio, não sabe o que é ser derrotado como mandante. Até o momento foram nove jogos com oito vitórias e um empate. Dos sete tentos sofridos, apenas dois foram no estádio Anacleto Campanella, números que motivam o São Caetano para a decisão diante da Ferroviária.

Luiz Carlos Martins, técnico do São Caetano falou do adversário da semifinal. “O São Caetano está fazendo bons jogos, boas competições e está chegando às finais que todos almejam. Vamos pegar a Ferroviária, adversário difícil, pois eles mantiveram alguns jogadores que estavam na primeira divisão do paulista”, comentou.

O comandante ainda fez uma projeção para o primeiro confronto. “É um compromisso difícil envolvendo dois clubes tradicionais. É difícil prever o que irá acontecer, mas nós vamos tentar avançar de todas as formas. O pensamento sempre é vencer em um mata-mata”, afirmou Martins, que não tem jogadores suspensos para o embate.

Melhor ataque
Do outro lado, a Ferroviária é dona do melhor ataque da competição com 45 gols. “Conforme vai passando de fase, o time vai ganhando maturidade e compreendendo melhor o torneio e com isso, também existe um crescimento emocional. Era muito importante estar entre os quatro melhores para brigarmos por um objetivo maior”, revelou o técnico Antônio Picoli.

Picoli ainda fez uma comparação entre os elencos dos times. “Nesse sentido tem um peso considerável, pois eles têm um grupo que já conhecem o trabalho do treinador e vice-versa. Já trabalham com o Martins há um bom tempo e tem um trabalho consolidado e uma equipe experiente. Nosso elenco é jovem e foi formado recentemente, mas são dois times que chegam com objetivos similares e conscientes da necessidade do resultado positivo”, comparou.

Por fim, Picoli projetou o confronto deste sábado na casa do rival. “O São Caetano tem característica de jogar igual dentro e fora de casa. Será um jogo equilibrado e será necessário muita sabedoria. É preciso entender bem o primeiro jogo, claro que não define tudo agora, mas dentro de uma competição de mata-mata é importante ter padrão e equilíbrio nos dois confrontos”, concluiu.

Fonte: Federação Paulista

Voltar

 Uma Jogada de Mestre