Uma Jogada de Mestre

Santos vence Água Santa por 2 a 1

30 JUL 2016
30 de Julho de 2016

O Água Santa recebeu o Santos no último sábado (30/07), no estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul, em jogo válido pela sexta rodada do Grupo 4 da Copa Paulista, e acabou derrotado pelo placar de 2 a 1. Com a vitória, o time da Baixada Santista mantém a vice-liderança com nove pontos. Já o Netuno conhece sua primeira derrota e segue com cinco pontos, permanecendo na terceira colocação.

Bola rolando

Assim que a bola rolou no gramado do Anacleto Campanella, o time da casa chegou com perigo à meta do goleiro Gabriel Gasparotto, através de boa jogada pela esquerda com Gil Paraíba. Mas daí em diante, o time do ABCD foi cedendo espaço ao adversário.

Bola na mão ou mão na bola? Aos 7 minutos, o time dirigido por Kleiton Lima avança pela direita com Matheus Lima, que cruza, a bola bate na mão do defensor Hebert. O árbitro marca pênalti. Walterson converte no canto esquerdo de Richard. 1 a 0.

 O Netuno começou a partida levando perigo à meta defendida por Gabriel Gasparotto (Foto: Leiria/Master)

Primeiro tempo para esquecer – Os comandados de Edinho não conseguiam encurtar os espaços para barrar as descidas dos atacantes alvinegros, tampouco realizavam a transição entre o meio e o ataque.

Quase lá... Próximo ao final da primeira etapa, o atacante Matheus Lima ganha na corrida de seu marcador e fica cara a cara com o goleiro diademense, que evita o segundo gol peixeiro ao fazer grande defesa.

Lance parecido...  Na saída para o intervalo, jogadores do Netuno alertaram para o lance semelhante ao do pênalti para o Santos, em que o defensor Lucas Áfrico também intercepta a bola com o braço, e o árbitro nada marcou. Ao término da partida, Lucas reconheceu ter tocado na bola, mas fora da área.

Postura diferente – Na volta do intervalo, Edinho promoveu a entrada de Victor Pucinelli e, logo na sequência, às entradas de Marcelinho e Bruno Gaúcho, que fizeram do Netuno outro time, com postura ofensiva e maior disposição na marcação.

Apesar da maior posse de bola e volume de jogo, o Água Santa não evitou o segundo gol. Aos 25, após rápido contra-ataque santista, na direita, Walterson cruza para Thaciano cabecear à meia altura e fazer o segundo do Santos. 2 a 0.  

         A zaga santista foi o grande destaque da partida: Ourinho e Lucas Áfrico (Foto: Leiria/Master

Mesmo com o placar adverso, o Netuno não se entregou e continuou a pressão pra cima do Alvinegro. Aos 30, Caio Dantas descola lindo passe para Bruno Gaúcho, que gira em torno de seu marcador e chuta forte no canto alto direito de Gasparotto. 2 a 1.

Faltou pouco...  Já nos acréscimos da partida, Vinícius disputa a bola pela esquerda e passa para Bruno Gaúcho, que quase faz o gol de empate.

O Santos conquistou o resultado positivo, mas se o jogo terminasse empatado, não seria nenhuma surpresa, pois o Água Santa foi muito bem na segunda etapa e, mesmo jogando mal o primeiro tempo, não houve superioridade acima do normal por parte do Peixe. Destaque para o sistema defensivo do Santos, com o lateral Ourinho, que apoia bem e defende melhor ainda, e o zagueiro Lucas Áfrico, que foi firme na marcação e sabe sair jogando.

Ficha técnica

Água Santa: Richard; Jonathan, Hebert e Marcos Vinícius, Willian; Josa, Pedro Henrique (Victor Pucinelli), Gil Paraíba (Bruno Gaúcho) e Vinícius; Caio Dantas e Gabriel Duarte (Marcelinho). Técnico: Edinho

Santos: Gabriel; Ourinho (Fernandinho), Wesley e Lucas Áfrico, Léo Coelho; Diego Gomes, Gregore, Matheus Nolasco (Diego Cardoso), Thaciano, Mateus Lima (Natan) e Walterson.  Técnico: Kleiton Lima

Gols: Walterson 8’1T e Thaciano 25’2T (Santos); Bruno Gaúcho 30’2T (Água Santa)

Cartões amarelos: Willian e Marcelinho (Netuno); Gregore, Léo e Diego Cardoso (Peixe)

Árbitro: Caio Cesar da Costa Mello

Assistentes: Marco Antônio de Andrade Motta Junior e Vladimir Nunes da Silva

4º árbitro: Luiz Carlos Ramos Júnior

 

Destaque final - O Netuno volta a campo no próximo sábado (06/08), às 15h, diante do Flamengo, lá no Ninho do Corvo, em Guarulhos. Já o Peixe recebe o São Caetano na Vila Belmiro, no domingo (06/08), às 16h.

por Manuel Leiria

Voltar

 Uma Jogada de Mestre